Pernambuco sedia Oficina de Planejamento “Comunicação para Mobilização Social” da ASA

Postado em Pernambuco por em 20 de agosto de 2014

Por Romário Henrique e Kátia Gonçalves – Comunicadores da ASA/PE

Tecendo informações para confeccionar uma colcha de experiências dos dez estados brasileiros que compõem a Articulação no Semiárido Brasileiro (ASA). Foi assim que as equipes técnicas da Asacom, assessores pedagógicos e comunicadores populares das instituições não governamentais, participaram da Oficina de Planejamento ‘Comunicação para Mobilização Social: Uma Estratégia de Fortalecimento da ASA’, realizada nos dias 16 e 17, no auditório do hotel Jangadeiro, em Recife.

Na mística de abertura, os participantes expressaram suas expectativas no ritmo musical de cada região. O Estado de Pernambuco, representado pela assessora pedagógica da ASA/PE Elisabete Silva e os comunicadores populares Romário Henrique e Kátia Gonçalves, referenciou a canção dos poetas Lirinha e Clayton Barros, do grupo Cordel do Fogo Encantado, com a poesia Chover.

Além disso, todos os estados foram evidenciados através de um símbolo. Pernambuco foi pela Xô boi, sandália de couro usado por Maria Bonita e Virgulino Ferreira, conhecido como Lampião, um dos maiores líderes da história dos movimentos armados independentes do Brasil.

Uma apostila reuniu o repertório musical do evento, somado a receitas da culinária tradicional. Canções de Gonzaguinha, Milton Nascimento, Luiz Gonzaga, Geraldo Vandré, Almir Sater e outros nomes da música popular brasileira fizeram refletir e animaram os momentos do encontro, assim como gritos de ordem: “Ampliando a resistência. Fortalecendo a convivência!”.

Em seguida, cinco grupos sistematizaram a realidade dos estados diante a reflexão do que é a ASA e como estamos nesse contexto. A oficina teve como objetivo fortalecer a interação entre ação-reflexão (prática-teoria) da rede ASA sobre ela mesma, a partir da realidade dos estados, com vistas a uma postura educadora, solidária e democrática, de acordo com os princípios da educação popular.

De acordo com Valquíria Lima, coordenadora executiva da ASAMinas, o intuito do encontro é preparar os/as participantes para o trabalho em rede, de maneira que tenham capacidade de elaborar, coordenar, monitorar, avaliar e sistematizar o Projeto “Comunicação para Mobilização Social: Uma Estratégia de Fortalecimento da ASA”, de forma coletiva, conectada e integrada.

“Nos nossos desafios nos levam a construir um processo crescente de mobilização social e três coisas que são indissociáveis na Asa: comunicação, participação e mobilização social. Nós conseguimos uma coisa que tem transformado a nossa maneira de estar junto das famílias imperiais: é a nossa capacidade de comunicar as histórias dos agricultores e agricultoras, dos povos indígenas, das mulheres, jovens e crianças do Semiárido”, afirmou Valquíria.

Convidada a participar da plenária, a jornalista Ana Maria Veloso chamou atenção para a política do projeto que tem um ano e meio para ser construída, tendo como principal conceito a discussão da quebra de hierarquia e ruídos. “É preciso discutir a comunicação além do instrumental. Essa política vai traçar como a Asa deve se articular com os avanços tecnológicos, fortalecendo essa política dentro e fora para obter o reconhecimento político enquanto sujeito político reconhecido. É um desafio que traz uma demanda, estudo e esforço”, alertou Ana.

O segundo dia do evento foi destinado à questão instrumental do planejamento. Momento em que foram apresentadas as demandas de ações do Projeto Comunicação para Mobilização Social: uma Estratégia de Fortalecimento da ASA.

Uma das atividades do Projeto será o mapeamento do conjunto de organizações que fazem parte da ASA, que será sistematizado no ambiente virtual do Siga.Net. Cada rede estadual deverá coordenar esse trabalho de busca e verificação. A ideia é que até março de 2015 se consiga construir um banco de dados com informações de todas as organizações que fazem ou fizeram parte da história ASA.

Outro momento da manhã do dia 17 foi divisão dos grupos por Estado para planejar as ações do Projeto: mapeamento das organizações que fazem parte da ASA; Encontro Estadual de Comunicação; elaboração do livro sobre os 15 anos de história da ASA; produção de programas de rádio. Em seguida, os Estados socializaram e sintetizaram a construção.

Ao final do encontro, cada assessor/a pedagógico/a estadual recebeu um caderno revestido de chitas coloridas. A entrega foi realizada num ritual em volta de uma mandala, recheada de elementos simbólicos da cultura de cada Estado participante. É neste caderno que deve ser registrada a passagem da ASA pelos Estados, com histórias de vida, depoimentos, fotografias. Eles serão devolvidos no próximo encontro de oficina, previsto para agosto de 2015, e farão parte do acervo histórico da ASA.

Durante o encontro, foi definido que no dia 26 de novembro as organizações estaduais da ASA deverão realizar um flash mob – ação de mobilização – em celebração aos 15 anos da ASA. Até dezembro, serão realizadas campanhas nas redes sociais, premiações, boletim especial, distribuição de kits com cartões postais, programas de rádio e vídeos teasers.

A avaliação oral realizada pelos participantes destacou aspectos positivos, enaltecendo a qualidade do encontro vista no roteiro de programação, participação integrada, metodologia, troca de conhecimentos e construção do processo de mobilização social para o trabalho em rede.

Tags:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *