Deputados de Pernambuco votam pela aceitação da denúncia contra Temer

Postado em Sem categoria por em 14 de julho de 2017

depeOs deputados de Pernambuco Betinho Gomes (PSDB) e Tadeu Alencar (PSB), titulares na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara defenderam e votaram a favor da admissibilidade da denúncia para que o presidente Michel Temer (PMDB) seja investigado por corrupção. No entanto, dos 66 parlamentares da comissão, 40 votaram contra o parecer do relator (ou seja, a favor do governo), e 25 apoiaram o texto de Sergio Zveiter (PMDB). Betinho Gomes, que é líder do PSDB no colegiado, havia se colocado, durante o debate, como favorável a denúncia. No entanto, o tucano deixou a bancada livre para escolher o voto por entender que há divergência de pensamentos. “Como anunciei aqui, votei ‘SIM’ pela aprovação do relatório para autorizar a continuidade do processo contra o presidente Michel Temer. No entanto, o governo conseguiu derrubar o relatório com 40 votos ‘NÃO’ a 25 ‘SIM'”, escreveu o parlamentar nas redes sociais.

Já o líder do PSB na comissão, Tadeu Alencar, defendeu durante os debates na CCJ, a admissibilidade da denúncia para investigar Michel Temer. “Orientamos em respeito ao Brasil e para conquistar o respeito da sociedade, votamos sim pelo relatório”, disse na ocasião. “O que estamos a tratar aqui, senhor presidente, é de uma denúncia feita pelo Procurador-geral da República contra o presidente da República, pelo crime de corrupção passiva. É um fato grave, inédito, gravíssimo”, afirmou o deputado, durante as discussões na CCJ, mais cedo.  Alencar ainda lembrou que existem, contra Temer, mais de duas dezenas de pedidos de impeachment e chamou de “dantesca” a cena de Rodrigo Rocha Loures correndo com a mala de dinheiro, que seria uma “colaboração por 20 anos” para contrapartidas que o (então) deputado não tem condições de dar, o que coloca o presidente sob uma “dúvida razoável”.

Via Folha PE

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *