Amig@s internautas

Postado em Região do Pajeú, Sem categoria por em 17 de agosto de 2014
Capturar

Na foto, sorridente e feliz ao lado do primo Talles, por quem tinha grande carinho

Vivemos um momento difícil e, por isso, dedico este blog e sua primeira postagem à memória de minha prima Rayanne Santana, que tão jovem nos deixou partindo para a eternidade. Para sempre, em nossos corações, ficarão o seu sorriso e muitas saudades!

É triste e, ao mesmo tempo, revoltante saber que foi preciso morrer uma inocente para que nossas digníssimas autoridades atentassem para o perigo oferecido pelo trecho onde aconteceu o acidente, ceifando a vida de Rayanne e a alegria de seus familiares.

Quantas Rayannes ainda precisarão partir até que o trânsito de Afogados seja devidamente disciplinado? E o que aconteceu com os responsáveis pela tragédia? Os proprietários da empresa dona do caminhão envolvido serão responsabilizados por colocar um carro caindo aos pedaços para circular oferecendo riscos à sociedade? O motorista será responsabilizado por não respeitar as leis de trânsito, já que não deu preferência ao motorista da direita? E, dona Justiça, por que o caminhão foi liberado para circular novamente? Para matar mais pessoas? Quem viu o caminhão em frente à Delegacia Civil sabe que o mesmo não tem a menor condição de trafegar.

Ao que me parece, apenas o pai de Rayanne está sendo responsabilizado por permitir que o filho menor utilizasse uma motocicleta – o que está correto, tem que responder por este ato sim, mas não apenas ele. É revoltante saber que os demais seguirão suas vidas tranquilamente, rindo da nossa cara!

Abaixo, desabafo emocionado de Roberta Nogueira, irmã mais velha e, acredito, melhor amiga de Rayanne, que agora desfila no céu.

roberta

Irmã desabafa em rede social

10559902_661767127233835_4332758134543501012_n

10592870_661767193900495_3182806230701015913_n

Tags: , ,

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *